Perguntas Frequentes

Aqui você encontra as respostas para perguntas frequentes apresentadas por nossos clientes, sobre contabilidade, área fiscal, tributária, departamento pessoal, entre outros.

Além de abrir empresas, o contador é fundamental para manter o CNPJ regularizado. Por meio de análises financeiras e patrimoniais ele garante que a empresa fique em dia com as obrigações fiscais (relacionadas a impostos), contábeis (como balanços e demonstrações), e trabalhistas (como folha de pagamento e pró-labore), entre outras. O contador também é responsável por garantir que os valores declarados condizem com as entradas e saídas financeiras da empresa.

É muito comum ser o Lucro Presumido, contudo é importante ser assessorado por especialistas para tomar essa decisão. Por isso é importante ter ao seu lado um escritório contábil especializado na área médica e que tenha grande conhecimento na área tributária. Conte com a AVA Contabilidade para se assegurar de não estar pagando impostos indevidamente.

Sim, é verdade que abrimos empresa grátis. Não cobramos nenhum valor pela abertura da empresa mediante a contratação do plano anual de contabilidade. Nós cuidamos de toda burocracia e você paga apenas as taxas obrigatórias do governo e acompanha os protocolos nos órgãos responsáveis.

Para abrir um CNPJ é preciso pagar a DARE (Documento de Arrecadação de Receitas Estaduais) na Junta Comercial do seu Estado. As taxas do governo e da prefeitura aplicadas na abertura de uma empresa podem variar conforme a localização e atividade exercida.

Sim! Exceto pelo Microempreendedor Individual (MEI), todas as empresas precisam de um contador para responder por sua contabilidade perante o governo. Declaração de impostos, balanços, folha de pagamento… tudo precisa ser assinado por um contador com registro ativo no Conselho Regional de Contabilidade (CRC).
Além da obrigatoriedade prevista em lei, o contador garante que sejam pagos apenas os impostos realmente devidos e que a empresa esteja sempre em dia com suas obrigações.

O certificado digital é uma ferramenta que permite que empresas assinem documentos e façam transações em ambientes online. Seu uso tem total validade jurídica e é obrigatório para emitir notas fiscais eletrônicas.

A contabilidade para pequenas empresas é um dos itens mais importantes para as PMEs porque é a responsável por garantir uma boa administração de todos os recursos disponíveis na empresa, além de garantir a completa legalização referente às obrigações tributárias.

Com isso, a contabilidade para pequenas empresas é mais do que apenas um setor já que pode ser a responsável por fornecer não apenas o crescimento, mas também a estabilidade para a empresa se desenvolver.

Uma das grandes vantagens dos serviços de contabilidade para pequenas empresas é que eles não precisam ser utilizados exclusivamente após a abertura da empresa. Isso significa que mesmo quando o empresário ainda estiver em um processo de abrir a sua empresa a contabilidade pode ajudar em todo o processo.

Essa ajuda acontece em forma de redução de burocracia e facilitação para cumprir todas as obrigações para regularizar a empresa. Com isso, a contabilidade para pequenas empresas não ajuda apenas no pagamento dos impostos, por exemplo, mas também na regularização de todo o negócio.

Existem três tipos de regime de tributação:

  • Simples Nacional – Uma escolha recorrente entre empresas que estão começando, uma das vantagens é a apuração unificada dos impostos. Existe um limite de lucro de R$ 4,8 milhões de Receita Bruta no ano, mas dentro deste limite as empresas que ultrapassarem o valor de 3,6 milhões estão sujeitas ao pagamento do ISSQN ou ICMS por fora do Simples.
  • Lucro Presumido – As empresas que não conseguem se encaixar no Simples Nacional geralmente optam pelo Lucro Presumido, um regime que apura impostos de acordo com o que se presume que a empresa faturará, segundo a média de lucro de seu segmento.
  • Lucro Real – Um regime que apura os impostos da empresa de acordo com seu lucro real. Pode ser uma vantagem para empresas que não obtenham lucro em seu início.

O MEI (ou Microempreendedor Individual) é indicado para quem deseja trabalhar sozinho. O exemplo mais comum são os prestadores de serviço, como pintores e eletricistas. A modalidade só permite a contratação de um funcionário.

A Sociedade Limitada é aquela em que todos os sócios já estão estipulados desde o início das atividades, onde cada um entra com sua participação no Contrato Social.

Fale Conosco

Nossa equipe entrará em contato o mais rápido possível.

Obrigado pela sua mensagem. Já foi enviada.
Ocorreu um erro ao tentar enviar sua mensagem. Por favor, tente novamente mais tarde.

ENTRE EM CONTATO!

Clique abaixo e vamos começar a organizar sua contabilidade agora!

clique aqui: (12) 99670-4859